quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

ATÉ QUE EM FIM: OBRA DA PRAÇA DA JUVENTUDE, NA LOMBA DO PPINHEIRO É INICIADA




Depois de quatro anos passados do anúncio da Lomba do Pinheiro, como uma das três regiões da cidade como Território da Paz, em 2010 em evento realizado na Vila Bom Jesus, pelo Presidente Lula, visto os indicadores com altos índices de violência e depois de três anos do anúncio do chamado “Projeto Praças do PAC”, conforme pode ser visto neste link:: http://cplombadopinheiro.blogspot.com.br/2011/02/lomba-do-pinheiro-tera-pracas-do-pac.html , é iniciada a Obra na área do Centro Cultural na parada 13 da Lomba do Pinheiro.

O local do Centro Cultural, como alternativa para execução desse projeto, foi sugerido pelas lideranças da região e ratificado pelo governo municipal de Porto Alegre, que é parceiro importante dessa demanda.
Inicialmente era previsto a construção de área com 7 mil m², porém por alegação de falta de tempo hábil para consolidação, conforme pode ser visto matéria deste blog no link:http://cplombadopinheiro.blogspot.com.br/2011/09/praca-de-esportes-e-da-cultura-sera.html , a obra foi reduzida apenas para 300.

O projeto obedece a padrão oficial, cujo modelo de praça e o mesmo construído nacionalmente em outras capitais do país.
Essa, sem dúvida, é mais uma importante demanda a ser beneficiada aos moradores da região Lomba do Pinheiro. Que tem o acompanhamento atento de muitas lideranças comunitárias do bairro, que incessantemente abnega seu tempo na busca da qualidade de vida do bairro.

Como tantas outras demandas conquistadas na Lomba do Pinheiro, o local onde será construído esse complexo esportivo, que contou com atuação importante do secretário Edgar, da Secretaria de Municipal de Esportes, o Centro Cultural, também foi uma revindicação importante na época e necessita ser contextualiza para justiça da memória.

Em 1999, o movimento foi encabeçado pela direção da Escola de Samba Mocidade Independente da Lomba do Pinheiro, que na ocasião encontrava-se no grupo especial e necessitava de local para os ensaios. Junto com o Conselho Popular mobilizou as lideranças da região para pontuar a demanda de Cultura no Orçamento Participativo, sendo aprovado o recurso.

Inicialmente a proposta era que a Associação do Centro Cultural, que foi fundada na época pudesse fazer a gestão do espaço, porém se avaliou a dificuldade para assumir tamanha responsabilidade. No entanto outras demandas foram apontadas e defendidas pela associação e aprovadas no OP, como é o caso de recursos para a construção de um SASE e reformo do espaço físico do Centro Cultural, conforme pode ser visto no link:http://cplombadopinheiro.blogspot.com.br/2013/06/predio-destinado-assitencia-social-na.html

No decorrer do tempo o espaço do Centro Cultural foi sendo utilizado, pelo governo municipal, com outros serviços. Instalou-se uma capatazia da SMOV, em 2007 se instalou uma sede do Conselho Tutelar e um posto do CAR.
Para a realização da obra foram necessárias algumas medidas: a demolição do prédio que era destinado à assistência social – que ainda carece de explicações sobre as pendências do projeto, conforme matéria do link anterior; o espaço do CAR será modificado, assim como a sede co Conselho Tutelar.

Para fiscalização do andamento da obra, deverá ser composta uma comissão integrada por lideranças da região e coordenada pela Comissão de Cultura da região.

Francisco Geovani de Sousa
Coordenador do Conselho Popular
da Lomba do Pinheiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário